Justiça paulista condena empresários por formação de cartel e fraude a licitações

De acordo com os autos, os empresários formaram o chamado “cartel dos guinchos” para combinar propostas apresentadas em procedimentos licitatórios, com o objetivo de controlar o mercado regional.

De São Paulo

Por unanimidade, a 5ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou empresários do setor de guinchos pelos crimes de formação de cartel e fraude a licitações. As penas foram fixadas em dois anos de detenção em regime aberto para os acusados apenas pelo primeiro crime. No caso dos condenados pelos dois crimes, também é devido o pagamento de multa, fixada em 2% do valor do contrato licitado. As penas privativas de liberdade foram substituídas por restritivas de direitos.

De acordo com os autos, os empresários formaram o chamado “cartel dos guinchos” para combinar propostas apresentadas em procedimentos licitatórios, com o objetivo de controlar o mercado regional. O relator do recurso, desembargador Damião Cogan, afirmou que foi comprovado que os acusados pretendiam a dominação do mercado de pátios e guinchos. Ele destacou:

“O crime de formação de cartel é formal, sendo prescindível para sua consumação o efetivo controle do mercado. Em outras palavras, basta o mero ajuste com o fim de controle regionalizado do mercado para caraterização da prática criminosa.”

O magistrado também ressaltou o reconhecimento do concurso material de crimes. Ele escreveu em seu voto que são crimes autônomos:

“Isso porque enquanto na formação de cartel os agentes buscaram fraudar o mercado, na fraude à licitação, os agentes agem para fraudar uma específica concorrência”.

A turma julgadora também foi composta pelos desembargadores Pinheiro Franco e Geraldo Wohlers. (Com informações da Comunicação Social do TJSP.)

Foto meramente ilustrativa, de Nanncy Bates / Pixabay.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Justiça paulista condena empresários por formação de cartel e fraude a licitações"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    SÓ TEMOS É QUE PARABENIZAR A JURISPRUDÊNCIA LEGAL, POIS TODOS OS CRIMINOSOS QUE FAZEM PARTE DE CARTÉIS NO NOSSO BRASIL, NÃO MERECEM PERDÃO.
    DEVEM SER DEFINITIVAMENTE PUNIDOS E PROIBIDOS DE ATUAR EM QUAISQUER SEGMENTOS PROFISSIONAIS DE NOSSA PÁTRIA, DE FORMA FINITA!
    CARTEL É FACÇÃO CRIMINOSA, TERRIVELMENTE PERIGOSA E INCONSTITUCIONAL!

Os comentários estão encerrados