Mobilização de cegonheiros contra apoio da Fiat/Jeep ao cartel já dura 60 dias em Pernambuco

Apesar das denúncias de deputados federais e de profissionais do setor, governo do Estado não se posiciona e a montadora continua descumprindo normas do Programa de Incentivo Fiscal do Setor Automotivo de Pernambuco (Prodeauto). “O Estado segue tomado de assalto pelo cartel dos cegonheiros”, afirma o sindicato da categoria.

A mobilização que cegonheiros filiados ao Sintraveic promovem em Pernambuco completou 60 dias no sábado. Os protestos se iniciaram com caminhões-cegonha estacionados nas principais avenidas de Recife. Em seguida, por ordem judicial, foram deslocados para a orla da praia de Boa Viagem. Atendendo à nova decisão da Justiça, os carreteiros estão parados às margens da BR-101, próximo à entrada da Fiat/Jeep. Eles prometem continuar o movimento até que a reivindicação seja atendida.

mobiliza-Pernambuco2_site
Sintraveic lançou campanha para divulgar os prejuízos causados pelo descumprimento do Prodeauto.

A categoria denuncia a existência de uma organização criminosa atuando dentro da montadora da Fiat/Jeep. Segundo cegonheiros daquele Estado, o cartel impede os pernambucanos de trabalhar.

“No começo, pensei que estávamos lutando para juntar a categoria dos cegonheiros de Pernambuco. Depois, imaginei que estava combatendo uma organização criminosa do transporte de veículos. Agora, confirmo que a real batalha é para que os cegonheiros de Pernambuco e o povo do nosso Estado sejam respeitados.”

José Milton de Freitas, presidente do Sintraveic

Desde o dia 8 de agosto que a entidade aguarda pela marcação de audiência com o governador Paulo Câmara. Sindicalistas ressaltam que querem levar pessoalmente ao conhecimento do chefe do Executivo pedido para que a Fiat/Jeep cumpra o que foi acordado com o Estado de Pernambuco. Várias tentativas foram feitas, mas Paulo Câmara tem se mostrado irredutível.

Formação de cartel e de quadrilha
No mês passado, o governador chegou a jantar com Vittorio Medioli, o CEO da Sada, antes da inauguração das novas dependências da empresa mineira em solo pernambucano. A Assembleia Legislativa do Estado fez uma festa para Medioli, condenado por crime contra o sistema financeiro e réu em ação penal, respondendo a acusação de formação de cartel e de quadrilha.

O Sintraveic conta com o apoio dos deputados federais Pastor Eurico e Gonzaga Patriota. Ambos têm se manifestado na tribuna da Câmara dos Deputados, denunciando a existência da organização criminosa no setor de transporte de veículos novos, que atua em todo o País. Mas nem mesmo com o apelo dos dois parlamentares do Estado no Congresso Nacional, o governador Câmara foi sensível.