Pastor Eurico: “Cartel dos cegonheiros é comandado por Vittorio Medioli”

O deputado federal Pastor Eurico (PHS-PE) ocupou novamente a tribuna da Câmara dos Deputados para criticar ação do cartel que controla o transporte de veículos novos no País e revelar quem o comanda. Em mensagem de solidariedade encaminhadas aos carreteiros que estão em greve há 136 dias, o parlamentar disse:

“Os cegonheiros de Pernambuco são vítimas do sistema cartelista comandado por Vittorio Medioli. A Empresa Sada é a operadora logística que comanda tudo isso.”

Pastor Eurico também denunciou uma campanha deflagrada para tentar destruir a reputação dele:

“Sob o comando de Medioli e das pessoas que ele consegue comprar e pagar, estão distribuindo jornais e panfletos tentando macular minha imagem.”

E reinterou:

“Eu, Pastor Eurico, não apoio as coisas erradas e não me vendo àqueles que comandam parte da corrupção nesse Brasil. Deixo bem claro aqui que a empresa Sada e Vittorio Medioli estão no comando desse sistema cartelista.”

E mais uma vez, o parlamentar e religioso pernambucano denunciou a venda de vagas no transporte de veículos:

“Hoje eles vendem uma vaga de cegonheiro por R$ 4 milhões. Não estou interessados em vagas nem sequer tenho laranjas transportando carretas em meu nome.”

Desde 31 de julho, os cegonheiros de Pernambuco estão mobilizados. Há cerca de 100 dias ocupam as margens da rodovia BR 101, nas imediações da fábrica da Fiat, em Goiana (PE). Eles protestam contra o descumprimento de normas previstas no Programa de Incentivo Fiscal do Setor Automotivo de Pernambuco (Prodeauto). Para receber incentivos fiscais do governo daquele Estado, a Fiat/Jeep se comprometeu a contratar cegonheiros de Pernambuco para escoar a produção de veículos fabricados na unidade instalada no município de Goiana. Em vez disso, a montadora entregou a totalidade dos fretes de veículos novos a empresas mineiras e paulistas ligadas ao cartel dos cegonheiros.