Cartéis impedem inovação e adoção de processos eficientes

Nos Estados Unidos, um aplicativo chamado Convoy, cujos sócios são Bill Gates e Bono Vox, aproxima cargas de caminhoneiros. Dos 3,5 milhões de trabalhadores nas estradas norte-americanas, 400 mil são autônomos. Aqui a ação de cartéis torna o Brasil impermeável aos avanços da inovação. O feudo de determinadas transportadoras, sobretudo no setor de transporte de veículos novos, impede a adoção de novos processos, a redução de custos e o aumento da renda dos trabalhadores do setor. Fora desse círculo vicioso, a competição e a concorrência asseguram desenvolvimento.

Na maior economia do mundo também existe o Uber Freight. Matéria da Folha de São Paulo informa que o serviço pode se tornar atraente no Brasil. Segundo estudo de 2014, os caminhões brasileiros trafegam com 61% de sua capacidade de carga. Em 39% das viagens, os veículos circulam vazios.

Nos EUA, a experiência é de aumento de 30% na renda dos caminhoneiros. Já há versões nacionais, que ainda engatinham — entre elas, as startups Fretebras e TruckPad.