Decisão que abalou cartel dos cegonheiros completa uma semana

Hoje completa uma semana que a Justiça Federal de Pernambuco determinou à FCA Fiat/Jeep repassar 15% da produção de veículos fabricados em Goiana a transportadoras não vinculadas ao cartel dos cegonheiros. A liminar foi deferida em 2 de agosto, pelo juiz Guilherme Soares Diniz, titular da 25ª Vara Federal de Pernambuco.

A decisão decorre de pedido impetrado pelo Sindicato dos Cegonheiros de Pernambuco (Sintraveic-PE). A entidade exigiu o cumprimento de sentença proferida pela Justiça Federal do Rio Grande do Sul que obrigou a General Motors do Brasil a repassar 15% dos veículos produzidos na planta de Gravataí, no Rio Grande do Sul, e 2% das demais unidades, a transportadoras sem relação com grupos e sindicatos que dominam mais de 95% do setor de transporte de veículos novos no país.

Na mesma ação, que começou a tramitar em 2002, a montadora norte-americana foi condenada por participação no esquema, ao lado de entidades e de dirigentes de classe que integraram e de outros que ainda fazem parte do cartel.

Em vídeo publicado na rede social Facebook, o presidente do Sintraveic-PE, Milton Freitas, comentou a decisão da Justiça:

“Conquistamos uma imensa vitória contra uma organização criminosa que atua no setor de transporte. É o pontapé inicial para a categoria dos cegonheiros ser respeitada dentro do nosso estado. Agora os recursos que estão indo para fora ficarão aqui.”

Cartel deixará de transportar 3.308 veículos em 2018
Conforme projeção de emplacamentos dos veículos produzidos em Goiana até o final de 2018, o cartel dos cegonheiros deixará de transportar 3.308 unidades destinadas ao mercado nacional. Para 2019, o montante sobe para 14.892.

Nos primeiros 120 dias, conforme determinado na liminar deferida, a Fiat/Jeep deverá repassar 10% da produção para outras transportadoras sem qualquer envolvimento com  o Sinaceg, ex-Sindicam ou a extinta Associação Nacional das Empresas Transportadoras de Veículos (ANTV). A partir de janeiro de 2019, o total destinado às novas empresas sobe para 15%.

No vídeo, Freitas adiantou os próximos passos da categoria:

“Conseguimos 15%. O Prodeauto fala de 78%. É isso que vamos buscar.”

Freitas refere-se a Lei que criou o Programa de Incentivo Fiscal do Setor Automotivo de Pernambuco (Prodeauto) e ao termo de compromisso assinado entre o governo do estado e a montadora. Ele afirma que no acordo está prevista a contratação de transportadoras locais para escoar 78% da produção da Jeep.

Manifestação pacífica
Os carreteiros filiados ao Sintraveic-PE estão mobilizados nas proximidades da fábrica da Fiat/Jeep, em Goiana, às margens da BR-101. A manifestação já dura um ano. A foto de abertura mostra cegonheiro pernambucano agradecendo a Deus a graça alcançada. O gesto ocorreu assim que o profissional soube da decisão da Justiça.