Caoa Hyunday revela ao Cade compromisso com a livre concorrência

Em resposta ao Conselho Administrativos de Defesa Econômica (Cade), a montadora Caoa Hyunday foi a única a apresentar-se até o momento de maneira transparente e sem mascarar ou ignorar fatos corriqueiros no mercado de transporte de veículos novos. Explicou aos conselheiros da autoridade antitruste que a logística e o transporte rodoviário de automóveis das marcas Hyunday e Subaru são executados pela Transportes Gabardo.

Qualidade e melhor preço
O contrato com a empresa gaúcha foi firmado em 2006, em certame cujo objetivo era “prospectar uma transportadora que viesse oferecer serviço de qualidade com melhor preço do mercado”. A Sada Transportes também participou do processo.

Sobre a ação do cartel dos cegonheiros, os advogados da Caoa escreveram:

“Sabedores da existência de supostas irregularidades atribuídas a determinados agentes econômicos em atuação no mercado, a Caoa procurou, para atender às suas necessidades de logística e transporte da produção, uma empresa que estivesse equidistante de qualquer rumor de possível atividade não convencional, requisito que foi preponderante para a contratação da Transporte Gabardo.”

Os advogados também registraram o compromisso da empresa com a livre concorrência:

“Desde o início de nossas operações no município de Anápolis (GO), em 2006, tomou-se como filosofia o cumprimento, na íntegra, do que estabelece o artigo 170 da Constituição Federal do Brasil.”

Eles também citaram trecho da Constituição que promove a livre concorrência e a defesa do consumidor.