Cegonheiro ligado ao cartel justifica incêndios criminosos em caminhões-cegonha de empresa gaúcha

Em vídeo que começou a circular pelo Whatsaap no dia 24 deste mês, um cegonheiro ligado à associação criminosa que controla o setor de transporte de veículos novos no país justifica os incêndios criminosos contra empresas que desafiam o cartel. Os atentados a caminhões de terceiros agregados à Transportes Gabardo se iniciaram desde que a empresa gaúcha ganhou uma cotação de preços realizado pela Caoa-Chery.

Na gravação, que também possui áudio, o cegonheiro, rindo, justifica:

“Aí, pessoal. Estamos aqui em Salinas (MG), pátio do restaurante Sabor de Minas. Três cegonhas vieram recolher carros queimados. Motivo: abaixar o preço do frete para pegar a carga das outras empresas. Taí o resultado. Falei com o pessoal aqui e disseram que 25 carretas dessa empresa já foram queimadas.”

O autor do vídeo, além de justificar os crimes, também ameaça às empresas que tentam concorrer com o cartel no mercado de transporte de veículos novos. O cegonheiro concluiu a gravação com a frase abaixo:

“Sol que doma.”