Dieselgate: Justiça condena Volkswagen a pagar R$ 1 bilhão a donos de Amarok no Brasil

O juiz Alexandre Mesquita, da 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, condenou a Volkswagen a pagar cerca de R$ 1 bilhão a consumidores brasileiros que adquiriram picapes Amarok. A indenização decorre de fraude para encobrir a poluição causada por motores a diesel. O escândalo ficou conhecido por “dieselgate”.

Vale lembrar que a indenização total de R$ 1,092 bilhão aproxima-se ao valor repassado pela montadora alemã ao cartel dos cegonheiros em 2018. Desse total, R$ 251,179 milhões referem-se apenas ao ágio imposto pela organização criminosa que controla o setor. O sobrepreço origina-se na falta de concorrência e é integralmente repassado aos consumidores da marca.

Ao todo, 17.057 proprietários do modelo deverão receber R$ 54 mil por danos materiais e R$ 10 mil por danos morais. A sentença também prevê pagamento, como medida de caráter pedagógico e punitivo, de R$ 1 milhão por dano moral coletivo à sociedade brasileira.

A ação coletiva foi movida pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador (Abradecont). A montadora já anunciou que vai recorrer da decisão de Primeira Instância. A fabricante tenta convencer as autoridades brasileiras que o software que adulterava os dados sobre emissão de poluentes não estava ativo no país.

Foto: Divulgação/Volkswagen