Empresa investigada consegue acesso a procedimento sigiloso

Na última segunda-feira (21), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) concedeu acesso ao chamado apartado sigiloso para os advogados da Tegma Gestão Logística. A petição foi encaminhada por Santoro Advogados, 24 horas depois da deflagração da Operação Pacto, que cumpriu 10 mandados de busca e apreensão, inclusive na sede da empresa, em São Bernardo do Campo. Tegma é uma das acusadas pelo próprio Cade, Gaeco e Polícia Federal de participação em formação de cartel nos setor de transporte de veículos novos em todo o país.

Inquérito Administrativo está em andamento desde  2016, investigando possíveis infrações à ordem econômica, como formação de cartel e ações que impedem o exercício da livre concorrência. Desde 5 de agosto, há pedido de aplicação de medidas preventivas, visando à abertura imediata e gradual do mercado, mas a autoridade antitruste ainda não se manifestou. Dezesseis montadoras de veículos foram convocadas pela autoridade antitruste, em setembro do ano passado, para esclarecer como funciona o processo de escoamento da produção.