Montatoras suspendem produção para tentar conter avanço do novo coronavírus

Era inevitável. A única dúvida dizia respeito à data em que a indústria automobilística se juntaria à quarentena imposta a todo o país para evitar a disseminação da Covid-19. A partir desta segunda-feira (23), 14 marcas que administram 35 fábricas de automóveis e de motores fecham temporariamente as linhas de montagem por períodos que variam de três semanas a um mês. Algumas já tinham interrompido a produção na semana anterior. O Estadão informou que a medida atingirá mais de 100 mil trabalhadores da indústria nesse primeiro momento.
O jornal também revela que a maioria dos operários entrará em férias coletivas ou terá banco de horas para futura compensação, enquanto o pessoal administrativo trabalhará de casa.
A paralisação das montadoras terá grande reflexo nos prestadores de serviços e nos fornecedores de peças e matéria-prima, mas ainda é impossível estimar os prejuízos causados pela pandemia. Sabe-se apenas que o fechamento das linhas de montagem era a decisão mais responsável a se adotar a fim evitar o contágio pelo novo coronavírus.
Entidades silenciam
A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), tida como a maior entidade representativa das montadoras, não divulgou nenhum comunicado a respeito do assunto. O mesmo ocorreu com a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa), uma espécie de dissidência da Anfavea.
 
 
 

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Montatoras suspendem produção para tentar conter avanço do novo coronavírus"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    TODAS AS AÇÕES RESPONSÁVEIS PARA CONTER O AVANÇO DE TAIS DISSEMINAÇÕES VIRAIS, NESTE MOMENTO, SÃO BEM-VINDAS! NÃO IMPORTA A QUEM DEIXE DE LUCRAR! TEM QUE PARAR TUDO MESMO E PONTO FINAL!
    SÓ ASSIM EVITAREMOS QUE MUITOS TRABALHADORES E CIDADÃOS BRASILEIROS SEJAM MORTOS, COMO OCORREU NA ITÁLIA, POR EXEMPLO!

Os comentários estão encerrados