Cade determina notificação de operações envolvendo concessionárias

Envolvidas precisam notificar a autarquia sobre os atos de concentração nos próximos 30 dias. O descumprimento da determinação resultará em multa diária de R$ 10 mil.

De Brasília

O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) determinou que as operações envolvendo as empresas CMJ/Mais Distribuidora, Dahruj Motors/Service, CMD/Tempo, CMJ/Auguri (São Paulo), CMJ/Auguri (Guarulhos) e CMJ/Auguri sejam notificadas à autarquia nos próximos 30 dias. O descumprimento da determinação resultará em multa diária de R$ 10 mil. A decisão decorre de Procedimento Administrativo aberto para Apuração de Ato de Concentração (Apac) envolvendo as empresas CMJ Comércio de Veículos e o grupo Dahruj, analisada na sessão de julgamento do Tribunal do órgão antitruste realizada nessa quarta-feira (21).

A instauração do Apac teve início em julho de 2020, quando o Grupo Dahruj, envolvido em outro processo de ato de concentração, apontou 10 operações realizadas nos últimos cinco anos. Dessas, duas operações foram excluídas da análise pela Superintendência-Geral. Em outras duas (CDMD/Automec e CMD/Andreta), foi possível confirmar que houve a notificação formal de ambas operações e, em outros seis atos de concentração, verificou-se, no entanto, que não foram notificados, embora fossem de notificação obrigatória.

O argumento apresentado pelas empresas é que haveria perda do objeto das operações CMD/Tempo, CMJ/Auguri (São Paulo), CMJ/Auguri (Guarulhos) e CMJ/Auguri (Osasco) devido as empresas Auguri e Tempo terem encerrado suas atividades comerciais.

Em seu voto, o conselheiro Gustavo Augusto, relator do caso, afirmou que a alegação de perda de objeto pelo encerramento das operações não é sustentável quando se trata da análise dos atos de concentração:

“Se o fato de uma das partes da operação ter encerrado sua atividade após a consumação do ato fosse uma justificativa válida para a dispensa da notificação, seria forçoso concluir que qualquer operação de aquisição de controle de empresa concorrente para posterior liquidação estaria dispensada de ser notificada.”

O Tribunal, por unanimidade, seguiu o voto do conselheiro. A fixação de sanção pecuniária ficará suspensa até que haja decisão de mérito dos Atos de Concentração.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen