Cade firma acordo em investigação de cartel no transporte marítimo de veículos e fixa multa de apenas R$ 96,7 mil a uma pessoa física

O conluio teria como finalidades básicas alocar clientes, de modo a conservar a posição estabelecida para cada transportadora junto a seu principal comprador, e manter ou aumentar preços, inclusive com resistência conjunta a solicitações dos clientes para reduções de valores.

De Brasília

O que acontece no transporte rodoviário de veículos novos também se repete no mercado de serviços de transporte marítimo com navios tipo Roll On Roll Off. Ambos são dominados por cartéis. A exemplo do que já ocorre com o cartel dos cegonheiros, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) investiga práticas anticompetitivas no setor que opera navios especializados em transportar automóveis, ônibus, caminhões, tratores e até mesmo veículos sobre carretas ou estrados volantes desde 2016.

Nessa quarta-feira, oito anos depois de se iniciarem as apurações sobre indícios de que o conluio no transporte marítimo de veículos teria como finalidades básicas alocar clientes, de modo a conservar a posição estabelecida para cada transportadora junto a seu principal comprador, e manter ou aumentar preços, inclusive com resistência conjunta a solicitações dos clientes para reduções de valores, o Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) homologou, por unanimidade, Termo de Compromisso de Cessação (TCC) com o compromissário Eric Purks por suposta prática de cartel.

Segundo os termos do TCC, o compromissário deverá apresentar ao Conselho documentos e informações que se refiram aos fatos investigados. Também deverá recolher contribuição pecuniária no valor de R$ 96.787,50 ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDD).

O valor da multa contribui para o entendimento de que o crime de formação de cartel compensa.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Cade firma acordo em investigação de cartel no transporte marítimo de veículos e fixa multa de apenas R$ 96,7 mil a uma pessoa física"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    POIS É AMIGOS.
    TODOS OS CARTÉIS EXISTENTES EM NOSSO BRASIL DEVEM SER PROIBIDOS DE OPERAR PELOS ÓRGÃOS JUDICIAIS COMPETENTES.
    DECRETEM O FIM DA LINHA PARA TODOS OS SEUS INTEGRANTES E OS OBRIGUEM A PAGAR INDENIZAÇÕES ÀS VÍTIMAS DESSES SISTEMAS TERRIVELMENTE CRIMINOSOS!
    ASSIM ESPERO!
    NOSSAS LEIS CONSTITUCIONAIS DEVEM SER RESPEITADAS, IMEDIATAMENTE!
    NADA MAIS A COMENTAR!

Os comentários estão encerrados