Cartel é condenado a pagar multa de R$ 132 milhões na UE

Cinco fabricantes de equipamentos de segurança para veículos foram condenados a pagar multa de € 34 milhões de euros (o equivalente a R$ 132 milhões) por formação de cartel na União Europeia. Entre 2004 e 2010, as empresas combinaram preços de venda de cintos de segurança, airbags e volantes fornecidos a três montadoras: Toyota, Suzuki e Honda. A punição foi anunciada pelo órgão regulador da concorrência da União Europeia, no final de novembro.

A investigação da Comissão Europeia prolongou-se por seis anos. As marcas envolvidas admitiram a prática cartelizante. A fabricante de airbags Takata foi multada em 12,7 milhões de euros, a Toyoda Gosei em 11,3 milhões, a Autoliv em 8,1 milhões, a Tokai Rika em 1,8 milhões e a Marutaka 156 mil euros.

Mais investigação sobre outros cartéis
Em outubro, as autoridades antitrust da União anunciaram que estavam a investigar outro cartel de fixação de preços de tecnologias diesel, envolvendo a Daimler, o Grupo Volkswagen e a BMW. Se foram considerados culpados, os três grupos alemães arriscam multas de até 10% o seu volume de negócios anual*.

  • Com informações da agência Reuters.
ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen