Chapa de oposição é integralmente impugnada por comissão formada para acompanhar eleições no Sintravers

A Comissão nomeada para acompanhar a eleição no Sindicato dos Cegonheiros do Rio Grande do Sul (Sintravers), programada para quinta e sexta-feira (8 e 9), impugnou a candidatura de nove integrantes da chapa de oposição “Sindicato Forte em Suas Mãos”. Um por ter menos de seis meses como associado e os outros por “não fazerem efetivamente parte do quadro social da entidade”.

Os pedidos de impugnações foram encaminhados pela chapa Unidade na Luta, liderada pelo atual presidente e candidato à reeleição Jefferson de Souza Casagrande (Bolinha). Diante do resultado, a situação pediu a impugnação total da chapa, que restou com apenas oito integrantes. O estatuto da entidade determina um mínimo de dez membros. Por conta disso, a comissão acatou novo pedido da situação e impugnou integralmente a chapa de oposição, por não preenchimento de todos os cargos definidos como efetivos. Silvio Dutra, líder da chapa cassada, prometeu recorrer à Justiça.

A oposição também pediu a impugnação de Bolinha e de outro colega dele. O atual presidente estaria impedido de concorrer por “não participar efetivamente da atividade econômica de transporte de veículos novos”. Também alegaram atraso nas mensalidades.

Sobre o caso do Bolinha, a comissão rejeitou a impugnação:

“São válidas as alegações e documentação apresentadas pela defesa do senhor Jefferson de Souza Casagrande.”

Houve o seguinte entendimento:

“Ficou demonstrado a participação efetiva do candidato na atividade econômica de transporte de veículos novos há pelo menos um ano, demonstrada por meio de relatórios de viagens fornecidos pelas empresas JSL.”

A candidatura de José Carlos de Araújo Carvalho (situação) foi excluída da nominata por uma questão estatutária. A empresa dele tem menos de seis meses de existência.

As conclusões sobre as impugnações da chapa 2 e do próprio Bolinha não foram unânimes. O parecer da comissão é datado de 30 de setembro.

A comissão eleitoral é composta por três membros:
Márcia Azambuja Giordano, presidente
Raquel Machado, vice-presidente
Cristiane Malmann, secretária

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Chapa de oposição é integralmente impugnada por comissão formada para acompanhar eleições no Sintravers"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    É UM FATO NOTÓRIO, QUE OS INTEGRANTES DO SINACEG-SP (EX SINDICAM JÁ CONDENADO JUDICIALMENTE!), TEREM TENTADO A CONCORRER NESSA ELEIÇÃO, BEM COMO ATÉ TENTARAM CORROMPER O ATUAL CANDIDATO AO CARGO, PARA QUE ELE DEIXASSE DE CONCORRER! SÓ ISSO JÁ OS CLASSIFICAM COMO UM ATENTADO CRIMINOSO. VCS. NÃO ACHAM?
    SINDICATO DE CLASSE, É UMA INSTITUIÇÃO ESTADUAL, E NUNCA SERÁ NACIONAL, COMO ELES (SINDICAM E AGORA SINACEG), SEMPRE SE CONSIDERARAM, POR SUAS ATUAÇÕES ENTÃO INCONSTITUCIONAIS.
    ELES SÃO PARTE INTEGRANTE DO COMANDO DO CARTEL DOS CEGONHEIROS, QUE ATUAM NO NOSSO PAÍS HÁ MUITOS ANOS E, COMO FOI EXTINTO O SINDICAM, ESSE NOVO SINDICATO SINACEG, TAMBÉM DEVERIA TER SIDO AUTUADO DA MESMA FORMA, POIS SEUS LÍDERES CONTINUAM OS MESMOS!
    O BRASIL HOJE ATRAVESSA UMA FASE MUITO GRANDE DE LIMPEZA, EXPURGANDO TODOS OS CORRUPTOS E CORRUPTORES AQUI EXISTENTES, MAS HÁ TODO INSTANTE, O GOVERNO FEDERAL É ATACADO PELOS PARTIDOS ESQUERDISTAS, QUE JAMAIS SE CONFORMARAM COM ESSA SITUAÇÃO!
    ESTAVAM MUITO ACOSTUMADOS A NOS ROUBAR E, SENDO ASSIM, PODEMOS CONSIDERAR A ATUAÇÃO DESSE CARTEL, DA MESMA FORMA, POIS NUNCA APLICARAM A LEI CONSTITUCIONAL DA LIVRE CONCORRÊNCIA, NOS FRETES ORA COBRADOS ÀS MONTADORAS DE VEÍCULOS 0 (ZERO) KM. IMPEDINDO QUE DEMAIS TRANSPORTADORAS DE VEÍCULOS POSSAM EXERCER SUAS ATIVIDADES FUNCIONAIS, MESMO QUE EXISTAM LEIS QUE OS PERMITAM DE TRABALHAR, TANTO ESTADUAIS COMO NACIONAL!
    TODO CARTEL DEVE SER SUMARIAMENTE PUNIDO, NAS FORMAS DAS LEIS E OS RÉUS NESSES CASOS, DEVEM PAGAR POR TUDO ISSO!
    DOA A QUEM DOER!
    “BRASIL ACIMA DE TUDO. DEUS ACIMA DE TODOS!” ESSE É O LEMA ATUAL!

Os comentários estão encerrados