Dono do grupo Sada manda conceder desconto de até 60% no frete retorno para “desbancar” concorrentes

Correspondência eletrônica enviada por Vittorio Medioli, proprietário do grupo Sada, manda seus subordinados concederem descontos de até 60% ao chamado frete de retorno. O objetivo, segundo o próprio Medioli, seria o de “desbancar as gatas e outros”. O documento datado de 2012 foi apreendido pela Polícia Federal no âmbito da Operação Pacto, nas dependências das transportadoras controladas pela Sada e mostra como o empresário atua perante a livre concorrência no bilionário setor de transporte de veículos.

Assim que o grupo Sada adquiriu o controle acionário da empresa Autoservice Logística, sem comunicar a operação ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Vittorio Medioli encaminhou e-mail a subordinados dando diretrizes para a mais nova integrante do grupo. Além de sugerir – o que foi acatado – concessão de descontos de até 60% no valor do frete de retorno de veículos que não pertencem a montadoras, o empresário pediu apoio “do sindicato” e frisou não haver necessidade de dar “muita satisfação” à indústria automobilística – seu principal cliente.

Sobre a intempestividade na notificação obrigatória referente à aquisição da Autoservice, ocorrida três anos após a compra, a autoridade antitruste aplicou multa de R$ 681 mil à operação. O grupo Sada não cumpriu a determinação e ajuizou ação questionando a sanção, que ainda está em andamento.

O desconto – chamado por Medioli de Programa P50 ou P60 no e-mail apreendido pelos federais e que o site Livre Concorrência teve acesso com exclusividade – foi implantado pela Autoservice e aplicado no chamado frete de retorno. O empresário deixou claro que a intenção seria a de “relacionar a prática ao desconto para desbancar as gatas e outros”. Gatas são micro e pequenas empresas que ganham a vida transportando veículos que não pertencem as cargas de montadoras. Só em São Paulo, cerca de 100 empresas de pequeno porte passaram a ser prejudicadas direta e imediatamente com a ação do grupo Sada.

Reprodução de documento apreendido pela Polícia Federal.

O site Livre Concorrência destaca abaixo trechos do e-mail de Medioli:

“Montadoras creio seja o menor problema, não devemos a elas muita satisfação.”

Ele prosseguiu:

“Temos que ter peito para impor, com o apoio do sindicato, um sistema de sinergia que oferece um ganho a todos. Todos ganhando, todos defenderão o esquema.”

No e-mail apreendido pela PF, agora também em poder do Gaeco e do Cade, Medioli acrescentou:

“Montar mais uma empresa não serve. O que temos de montar é uma cultura de retorno.”

Justificando a implantação do desconto, chamado de Programa P50-P60, Medioli ressaltou:

“Se trataria como acontece numa indústria de venda de sucata, é um frete sucata, aproveitamento mínimo de uma situação que para as montadoras é impensável e ajuda a manter a renda dos operadores do sistema.”

Segundo o empresário, o programa trará “claro benefício indireto para as próprias montadoras, pois motoristas e carreteiros estarão mais felizes, evitaremos desvios de frotas das rotas e um retorno [será] disciplinado”.

Em outras correspondências, também apreendidas pelos federais, subordinados de Medioli, a exemplo do ex-executivo da Brazul, G.S.P. (já falecido), colocam o proprietário do grupo Sada, copiado, a par do andamento das negociações:

“Já conversei informalmente com o Sindicam (atualmente Sinaceg) e o assunto foi bem recebido.”

Os itens tratados foram repassados aos demais pela mesma correspondência eletrônica:

“ Atuação mais consistente no mercado de carros paralelos (retorno) em todo o Brasil, aproveitamento das bases das empresas atuação junto aos sindicatos de MG e SP – participação deles em 2% por 24 meses, aproveitamento da frota de autônomos (Sindicam-Sinaceg + Sintrauto-MG) + frota própria das empresas, a Autoservice não terá frota própria em hipótese alguma, deixar a Autoservice sem vínculo com cargas montadoras.”

Procurada pelo site Livre Concorrência a Sada respondeu:

“No que se refere a frete em rota reversa, a tarifa da Autoservice (Grupo Sada) é cobrada em média 40% do frete de ida/volta.”

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

2 comentários sobre "Dono do grupo Sada manda conceder desconto de até 60% no frete retorno para “desbancar” concorrentes"

  1. Giam Carlos Alves matos disse:

    Até quando vamos ter que conviver com esse mafioso e seus cúmplices mão podemos deixa que a polícia federal esqueça os pequenos ai e coloque esses processos em arquivo morto

  2. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    POIS É, MEUS AMIGOS QUE SEMPRE ACOMPANHAM AS MATÉRIAS EDITADAS NESSE PORTAL. COMO PODE ESSE ESTRANGEIRO, ADENTRAR EM NOSSO PAÍS, MONTAR UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, DENOMINADA “CARTEL DOS CEGONHEIROS”, FAZER DE TUDO PARA DESTRUIR AS DEMAIS EMPRESAS DO RAMO, E FICAR IMPUNE, POR TANTOS ANOS?
    E O PIOR DE TUDO ISSO, É AINDA AFIRMAR QUE NÃO SERIA ELE O COMANDANTE MÁXIMO DESSA FACÇÃO CRIMINOSA. AINDA POR CIMA, TENTAR CONSEGUIR O TAL “FORO PRIVILEGIADO”, QUE NÃO FOI ACATADO PELO STF, POR SER UMA SOLICITAÇÃO INCONSTITUCIONAL!
    AO MEU VER, TODAS ESSAS EMPRESAS VINCULADAS AO SISTEMA, JÁ DEVERIAM TER SEUS RESPECTIVOS “ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO” CASSADOS, HÁ MUITO TEMPO. POIS SÓ DESSA FORMA, O CARTEL DEIXARIA DE EXISTIR, DEFINITIVAMENTE E, SEUS COMANDANTES, DEVIDAMENTE PRESOS. NÃO É MESMO?
    QUANTAS TRANSPORTADORAS TIVERAM QUE FECHAR SUAS PORTAS, POR NÃO TEREM CONSEGUIDO MAIS NEGÓCIOS?
    ESSA TAL DE AUTOSERVICE LOG, FOI CRIADA POR ESSE CRIMINOSO, QUE É O COMANDANTE DA SADA E DAS OUTRAS TRANSPORTADORAS, ATUANTES NO CARTEL, JUNTAMENTE COM A TEGMA (EMPRESA ALEMÃ), SÓ PARA DOMINAR OS SERVIÇOS DE TRANSPORTE DE VEÍCULOS DO PAÍS, CONFORME FAZEM POR TANTOS ANOS E ESTÃO VIVOS ATÉ OS DIAS DE HOJE.
    TODAS AS FACÇÕES CRIMINOSAS EXISTENTES NO BRASIL, DEVEM SER IMEDIATAMENTE DESTRUÍDAS PELA FORÇA DAS LEIS CONSTITUCIONAIS!
    PONTO FINAL PRA ELES!
    DOA A QUEM DOER!

Os comentários estão encerrados