Em nota, Tegma tenta acalmar acionistas sobre mandados de buscas e apreensões na unidade de São Bernardo do Campo

Um dos alvos da Operação Pacto, a Tegma Gestão Logística emitiu nota para informar os acionistas sobre a ação da Polícia Federal (PF) deflagrada na manhã desta quinta-feira na unidade da empresa em São Bernardo do Campo. Agentes da PF, em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO-MP/SP) e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), também cumpriram mandados de busca e apreensão em Betim (MG), Simões Filho (BA) e Serra (ES), além de Santo André e São Bernardo do Campo, na região do ABC Paulista.

Há mais de um ano, os agentes investigam esquema de formação de cartel no setor de transporte de veículos novos. O segmento é controlado por uma organização criminosa conhecida por cartel dos cegonheiros. Existem outros inquéritos sobre a ação desse grupo, inclusive com indiciamentos de empresários por formação de cartel e de quadrilha.

No texto emitido pela Tegma, intitulado “Fato relevante – Busca e apreensão de material”, a transportadora investigada escreveu:

“A TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A. vem comunicar aos acionistas e ao mercado em geral que, na manhã de hoje 17/10, foi realizada uma busca e apreensão de material nas unidades da Companhia em São Bernardo do Campo pela Polícia Federal, em conjunto com o GAECO (Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e com a colaboração do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).”

E concluiu:

“Informaremos assim que tivermos detalhes relevantes sobre o assunto.”

A nota é assinada pelo diretor-presidente e de relações com investidores da Tegma, Gennaro Odone,

 

 

 

 

 

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

3 comentários sobre "Em nota, Tegma tenta acalmar acionistas sobre mandados de buscas e apreensões na unidade de São Bernardo do Campo"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    MEUS AMIGOS LEITORES DESTE EXCELENTE PORTAL, QUE AO LONGO DE MUITOS ANOS VEM LUTANDO A FAVOR DAS TRANSPORTADORAS DE VEÍCULOS, NÃO VINCULADAS AO CARTEL DOS TRANSPORTADORES DE VEÍCULOS, AO QUAL FAZ PARTE INTEGRAL, ESTA TRANSPORTADORA TEGMA, QUE É DE ORIGEM ALEMÃ, ONDE SE COOPTOU AO CITADO CARTEL, OBTENDO LUCROS EXORBITANTES, LESANDO O NOSSO PAÍS, EM CONLUIO ÀS DEMAIS, JÁ CITADAS EM MATÉRIAS ANTERIORES,
    AGORA, NÃO ADIANTA CHORAR!
    O BRASIL ESTÁ SOB NOVA DIREÇÃO E, ESTA FARRA TEM QUE ACABAR!

    1. Redação disse:

      A respeito do comentário do sr. Luiz Carlos Bezerra, o Site Livre Concorrência esclarece que sua filosofia é a defesa intransigente da livre concorrência, princípio consagrado pela Constituição Federal do Brasil e contra a formação de cartéis e concentração de qualquer mercado, principalmente por entender que tais atitudes causam sérias lesões aos consumidores brasileiros. Neste contexto, está inserido o mercado de transporte de veículos novos. Ivens Carús, Editor

  2. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    APROVADÍSSIMO SR. IVENS CARÚS.
    A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DEVE SER SUMARIAMENTE RESPEITADA, EM TODOS OS SEUS PRINCÍPIOS.
    PARABÉNS!
    AVANTE BRASIL!

Os comentários estão encerrados