Escândalo a ser investigado

A vexatória submissão da Volkswagen do Brasil à organização criminosa que denunciou à Justiça para logo a seguir acolhê-la novamente atesta a farsa encenada pela própria montadora. A atuação da fábrica alemã merece ser investigada com a devida profundidade pelos órgãos competentes: Ministério Público Federal, Polícia Federal e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Com toda a certeza, a jogada foi ensaiada com astúcia pela montadora que assumiu inicialmente o papel de vítima, mas mostrou-se algoz, principalmente, das empresas que se habilitaram ao tal processo denominado BID, acreditando que poderiam se tornar fornecedoras de serviços da Volkswagen do Brasil. O filme de 2015 se repetiu, agora com maior intensidade ao ser utilizado o Poder Judiciário como demonstração de força aos criminosos denunciados numa petição de 19 páginas e um invejável nível de barganha. O desfecho melancólico ocorreu ontem, quando a Justiça “homologou” a desistência da ação.

Advogada da Volks impediu cumprimento de mandato
O oficial de Justiça informou ao juiz que concedeu a liminar determinando a desobstrução dos acesso à fábrica o motivo pelo qual não cumpriu o mandado. Isso só ocorreu porque a advogada da VW, Tatiana Tibério Luz, revelou ao oficial de Justiça que as partes iniciaram uma negociação e o cumprimento do mandado poderia prejudicar a transação.

É preciso sim uma ampla investigação, quem sabe semelhante à Lava-Jato, com condução coercitiva de executivos da Volkswagen e das transportadoras Tegma, Transauto, Brazul, Transzero e Dacunha (essas três últimas do grupo Sada). Busca e apreensão nos escritórios dos envolvidos, nas sedes dos sindicatos denunciados pela montadora, um deles, o Sinaceg, como descumpridor de decisão em sentença judicial federal. Sem esquecer da quebra de sigilo fiscal, telefônico e bancário de todos os envolvidos na vergonhosa farsa econômica.

Resposta aos consumidores
O Brasil que está sendo passado a limpo também merece dar uma resposta aos consumidores em geral que, desde a implantação do chamado sistema FOB de frete, jamais ficam sabendo quanto do valor do veículo é repassado para essa organização criminosa que continua controlando o setor de transporte de veículos novos no País. Nos idos de 2004, relatório da Polícia Federal apontou os caminhos a seguir. Veio de lá a comprovação da existência dessa organização criminosa.

Diz o Ministério Público Federal que essa organização criminosa já lesou os consumidores mais de 13 milhões de vezes nos últimos anos. O prejuízo ultrapassa a marca dos R$ 7 bilhões. Há, em São Paulo, inquérito desde 2016 investigando os chamados locautes (greve de patrões).  E fica tudo por isso mesmo? Ao final do exame profundo desse rombo na sociedade como um todo, é de se esperar que os órgãos competentes consigam responder a indagação: essa organização criminosa sabe mais do que deve sobre as entranhas da Volkswagen (e de outras montadoras) ou tem gente ganhando muito, mas muito dinheiro por fora?

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Combate aos cartéis Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

2 comentários sobre "Escândalo a ser investigado"

  1. Redação disse:

    Luana. Isso está acontecendo agora pelo fato de esse setor estar em turbulência. Se você possui fatos recentes sobre outros setores, pode nos encaminhar para avaliação que noticiaremos.

  2. Luiz Carlos F. Bezerra disse:

    Isso é um fato, e deve ser rigorosamente apurado pelos órgãos competentes deste País! Já me pronunciei ontem. Agora é só aguardar as ações do MPF, que tem total competência para seguir em frente, com esta investigação!
    Vamos ter fé e aguardar os próximos capítulos de mais esta vergonha nacional!
    Não podemos nos calar. Somos o POVO BRASILEIRO E ESTAMOS EM UM PAÍS DEMOCRÁTICO!
    Como já frisou no passado o Sr. ABRAHAM LINCOLN: “NÓS, OS CIDADÃOS, SOMOS OS LEGÍTIMOS SENHORES DO CONGRESSO E DOS TRIBUNAIS, NÃO PARA DERRUBAR A CONSTITUIÇÃO, MAS PARA DERRUBAR OS HOMENS QUE PERVERTEM A CONSTITUIÇÃO.”
    Pensem nisso nobres leitores!

Os comentários estão encerrados