Ex-executivo da Brazul sofre novo revés e Justiça de São Paulo manda ação para Porto Alegre

Ex-executivo da Brazul Transporte de Veículos pede indenização por dano moral, mas o magistrado de São Bernardo do Campo declinou da competência e já enviou o processo para a 1ª Vara Cível do Foro Regional do 4º Distrito de Porto Alegre, onde outras ações movidas por Vittorio Medioli e suas empresas estão em curso.

De São Paulo

O juíz Fernando de Oliveira Domingues Ladeira, da 7ª Vara Cível de São Bernardo do Campo (SP), aceitou os argumentos do advogado Rodrigo Marques, que defende o site Livre Concorrência, e declinou da competência, encaminhando a ação movida por Alexandre Santos e Silva contra seis réus para a 1ª Vara Cível do 4º Distrito de Porto Alegre (RS). Silva foi indiciado e denunciado no âmbito do inquérito da Operação Pacto (foto de abertura). Os autos saíram em direção à capital gaúcha na quarta-feira (14). Este é o segundo revés que o ex-executivo da Brazul Transporte de Veículos (empresa controlada pelo grupo Sada, de propriedade do político e empresário Vittorio Medioli) sofre na mesma ação. Em decisão anterior, o magistrado determinou a comprovação da movimentação financeira, diante da contestação ao pedido de Assistência Judiciária Gratuita (AJG) feito por Silva.

Leia mais:

O processo deverá ser instruído e julgado junto com outras duas ações movidas por Vittorio Medioli e suas empresas contra o editor do site Livre Concorrência, jornalista Ivens Carús. Aos pedidos de indenização por dano moral solicitados pelo político e empresário, houve a apresentação de reconvenção. Há nova audiência marcada para abril deste ano. No ano passado, houve audiência, mas Medioli não compareceu. Na mais recente decisão, o magistrado paulista entendeu por bem acolher a preliminar de incompetência apresentada pelo réu – Ivens Carús.

O magistrado escreveu:

“Existe evidente conexão, como se percebe das petições iniciais dos demais processos que estão em páginas 4998 e seguintes, pois os fatos versados são relativos a publicações e matérias de cunho jornalístico que expôs fatos relativos a um acordo de leniência e foi divulgado no site Livre Concorrência de Ivens Carús e Sérgio Mário Gabardo (houve erro técnico nesta última informação).”

O magistrado acrescentou:

“No processo em trâmite na Comarca de Porto Alegre-RS os fatos são os mesmos, todos relacionados às publicações feitas no site Livre Concorrência e o polo passivo é parcialmente coincidente, pois figura igualmente Ivens Carús.”

E ressaltou:

“No polo ativo do processo em Porto Alegre inclusive está no polo ativo Brazul, que é a pessoa jurídica de cujos quadros se fez parte o autor e ambos pleiteiam indenizações por danos materiais pelos mesmos fatos.”

Ladeira destacou ainda na sua decisão a necessidade de urgência no encaminhamento dos autos à Comarca de Porto Alegre, onde os outros processos foram ajuizados (2018), “dada a proximidade de audiência já agendada”. Ele também citou, a data em que a ação de São Bernardo do Campo foi ajuizada, 22.08.2022, justificando o chamado juízo prevento.

A ação movida pelo ex-executivo da Brazul tem como réus a Transilva Transporte e Logística e seus diretores, José Geraldo Valadão, Adilson da Silva Simões e Marcelo Zaffonato, além do site Livre Concorrência.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Ex-executivo da Brazul sofre novo revés e Justiça de São Paulo manda ação para Porto Alegre"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    POIS É, MEUS NOBRES AMIGOS QUE SEMPRE ACOMPANHAM ESSAS MATÉRIAS BRILHANTES DESSE PORTAL. ENQUANTO HOUVER BRECHAS PARA ESSAS TRANSPORTADORAS DE VEÍCULOS QUE INTEGRAM ESSE CARTEL DOS CEGONHEIROS, ELES SEMPRE VÃO FICAR ATACANDO O EDITOR CHEFE DESSE PORTAL LÍCITO, QUE SEMPRE SE REFERIU COM OS RIGORES DAS LEIS CONSTITUCIONAIS, DENOMINADA COMO A “LIVRE CONCORRÊNCIA”, NÃO PARARÃO DE AGIR DESSA FORMA TENEBROSA, COMANDADA POR UM POLÍTICO QUE NUNCA PODERIA EXERCER ESSAS FUNÇÕES EM NOSSA NAÇÃO BRASILEIRA, E ALÉM DO MAIS, POR TER ENRIQUECIDO MUITO, NO DESEMPENHO DESSE COMANDO. POLÍTICO ESSE QUE JÁ DEVERIA TER SOFRIDO O FAMOSO IMPEACHMENT DESSAS FUNÇÕES, COMO PREFEITO DE BETIM-MG. A BRAZUL TAMBÉM PERTENCE A ELE, CAUSANDO MUITOS PREJUÍZOS AOS CONSUMIDORES FINAIS, QUANDO ADQUIREM SEUS VEÍCULOS NOVOS PRODUZIDOS NAS MONTADORAS, ONDE TAMBÉM SEMPRE PROIBIRAM TAIS EMPRESAS A TRANSPORTAREM SEUS VEÍCULOS, POR TRANSPORTADORAS NÃO PERTENCENTES A ESSE CARTEL.
    SENDO ASSIM, SÓ NOS RESTA AGUARDAR AOS SRS. JUÍZES DESSAS CAUSAS, QUE CANCELEM TODOS OS “ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO DESSAS TRANSPORTADORAS”, PONDO UM PONTO FINAL NESSAS PAUTAS, ONDE ELES SE ACHAM NO DIREITO ATÉ DE ATACAREM O LÍDER DESSE PORTAL TAMBÉM!
    RESPEITEM AS NOSSAS LEIS CONSTITUCIONAIS!
    TENHO DITO!

Os comentários estão encerrados