Gabardo ignora acusações e defende “duro combate” às restrições e à cartelização no setor de transportes

Acusado pelo político e empresário Vittorio Medioli de “patrocinar e dirigir” o site Livre Concorrência, Sérgio Gabardo preferiu ignorar o assunto. Divulgou nota em nome da transportadora gaúcha, defendendo ações duras por parte das autoridades como resposta do Estado às restrições e à cartelização do setor de transportes de veículos novos.

Destacando parte do princípio constitucional previsto no artigo 170 – que trata da Ordem Econômica e da livre iniciativa, em seu Inciso IV – o empresário gaúcho Sérgio Mário Gabardo ignorou a acusação de “patrocinar e dirigir” o site Livre Concorrência, feita pelo prefeito de Betim e proprietário do grupo Sada, Vittorio Medioli feita por meio de correspondência eletrônica. Procurado pela reportagem, Gabardo preferiu emitir uma nota em nome da empresa, em que defende investigações detalhadas e ações duras a serem adotadas pelas autoridades no combate às restrições e à cartelização do setor de transporte de veículos novos.

De acordo com o texto, o empresário afirmou:

“A Transportes Gabardo sempre pautou sua atuação no mercado de transportes de veículos pela máxima observância das leis, pela transparência em todas as suas relações comerciais, pelo respeito a todos os seus colaboradores e, sobretudo, pela defesa da livre concorrência no setor.”

Para o empresário – que atualmente comanda o Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística do Estado do Rio Grande do Sul, Setcergs – é preciso destacar:

“Desta forma, todas as tentativas de restringir e cartelizar o setor de transportes devem ser detalhadamente investigadas e duramente combatidas pelas autoridades públicas competentes.”

Ele avança:

“Foram estas ideias que ajudaram a consolidar a companhia entre as mais destacadas transportadoras do país e a adquirir a confiança e o respeito de nossos clientes”.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

2 comentários sobre "Gabardo ignora acusações e defende “duro combate” às restrições e à cartelização no setor de transportes"

  1. Com certeza o empresário SÉRGIO GABARDO agiu dentro da lei ao ignorar acusações do MAFIOSO VITÓRIO MEDIOLLI. O setor só sente que ainda possa ter corruptos que se passam por pseudo líder sindical somente para se vender ao primeiro que possa lhe oferecer invejável meio financeiro, não é mesmo, sr AFONSO CARVALHO? Meio este que fez com que o sr apunhalasse pelas costa o único que te deu condições de subir na vida sem precisar se vender descaradamente traindo assim sua própria e falsa ideologia juntamente com os sindicalistas paulistas e capixabas que já estão no bolso dos empresários.
    Parabéns ,sr Sergio Gabardo. Continue a sua luta contra o todo poderoso cartel.

  2. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    CONCORDO CONTIGO SR. JORGE FRANCISCO. REALMENTE O SR. MAIS CONHECIDO COMO MAGAYVER, MESMO TENDO ATACADO O CARTEL POR MAIS DE 20 ANOS, SE VENDEU AO LIDER DESSE CARTEL MALÍGNO, PARA OBTER BENEFÍCIOS FINANCEIROS E, PIOR AINDA, SE REBAIXOU AO INFORMAR EM SUA DEFESA, QUE MÃO POSSUIA CULTURA SUFICIENTE, PARA ASSIM ATACAR O CARTEL. PARECE ATÉ SER UMA GRANDE PIADA, NÃO FOSSE A “PUNHALADA QUE DEU, REALMENTE NAS COSTAS DE QUEM SEMPRE O AJUDOU A VIDA INTEIRA”. UMA VERGONHA SEU REPARAÇÃO! NÃO É MESMO?
    ESSE TAL DE “PREFEITO DE BETIM”, COMO É EXTRANGEIRO, JAMAIS PODERIA OCUPAR A FUNÇÃO POLÍTICA EM NOSSO PAÍS. INSISTO EM DIZER ISSO.
    SENDO ASSIM, DEVERIA SER EXTRADITADO IMEDIATAMENTE, APÓS DEVOLVER AOS COFRES PÚBLICOS, TUDO QUE LESOU DE NOSSO BRASIL, AO LONGO DE TANTOS ANOS.
    E SUAS EMPRESAS, SUMARIAMENTE FECHADAS, JUNTAMENTE COM A TEGMA, QUE É ALEMÃ.
    A JUSTIÇA DEVERIA DAR UM PONTO FINAL NESSA FACÇÃO CRIMINOSA.
    DOA A QUEM DOER!
    A TRANSPORTADORA GABARDO, TAMBÉM FOI VÍTIMA DE INCÊNCIOS CRIMINOSSOS EM SEUS EQUIPAMENTOS, CAUSADA POR COMANDADOS DESSE CARTEL . JÁ EDITADO EM MATÉRIAS ANTERIORES.
    CUMPRAM-SE AS LEIS!

Os comentários estão encerrados