Governador Paulo Câmara retira ação contra cegonheiros pernambucanos

Governo do Estado de Pernambuco desistiu da ação civil pública impetrada contra os cegonheiros pernambucanos que estão mobilizados na margem da BR-101, próximo à entrada da montadora Fiat/Jeep. A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) pediu a extinção da ação em 26 de agosto, por ausência de pressupostos processuais.

Os manifestantes estão mobilizados desde 31 de julho, quando estacionaram mais de 40 caminhões-cegonha no Centro de Recife. Em 8 de agosto, a pedido do governo do Estado e da Prefeitura da capital, a Justiça determinou a retirada dos caminhões do Centro da cidade e fixou multa diária de R$ 10 mil, caso houvesse descumprimento da decisão.

Atendendo à liminar da Justiça, os cegonheiros transferiram o movimento para a orla da praia de Boa Viagem, na zona sul de Recife. Em seguida, após nova decisão da Justiça, a manifestação deslocou-se para a BR-101.

A decisão da Justiça baseou-se em Lei Municipal e no Código de Trânsito Brasileiro. Na expedição da segunda liminar, o juiz Lúcio Grassi Gouveia, da 8ª Vara da Fazenda Pública da Capital, chegou a alertar os cegonheiros para o fato de que a medida valia para qualquer lugar onde fosse proibido estacionar.

Mudança de comportamento
O deputado federal Pastor Eurico destacou a mudança no comportamento do governador Paulo Câmara. “No primeiro momento, o governador ficou do lado dos mafiosos, dos bandidos e dos corruptos. Agora ele retirou ação impetrada contra os verdadeiros cegonheiros. Ele recuou porque descobriu que foi induzido ao erro.”

A tese sobre recuo é reforçada pelo fato de o governo ter a faculdade de executar a multa fixada pela Justiça e por ter peticionado o pagamento alegando descumprimento da decisão por parte dos cegonheiros, segundo o advogado do Sintraveic-PE, Héracles Marconi.

Cartel dos cegonheiros
Os cegonheiros protestam contra o descumprimento de normas previstas no Programa de Incentivo Fiscal do Setor Automotivo de Pernambuco (Prodeauto). Para receber incentivos fiscais do governo daquele Estado, a Fiat/Jeep se comprometeu a contratar cegonheiros de Pernambuco para escoar a produção de veículos fabricados na unidade instalada no município de Goiana. Em vez disso, a montadora entregou a totalidade dos fretes de veículos novos a empresas mineiras e paulistas ligadas ao cartel dos cegonheiros.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen