Magayver: “Se foi trote é crime. Se tentaram me envolver no assalto é crime também. Se usaram meu nome para desviar o foco da investigação é crime maior”

“Se foi um trote é crime. Se foi uma tentativa de me envolver no assalto é crime também. Se tentaram usar meu nome para desviar o foco da investigação é crime maior.” A declaração foi dada pelo presidente do Sindicato dos Cegonheiros de Goiás (Sintrave-GO), Afonso Rodrigues de Carvalho, ao deixar a 1ª Delegacia de Polícia de Gravataí, no Rio Grande do Sul. Magayver, como é conhecido, foi intimado a prestar depoimento sobre assalto ocorrido no pátio da transportadora Brazul, também em Gravataí. Na madrugada de 28 de maio, cerca de 20 bandidos armados entraram na empresa do político e empresário Vittorio Medioli, renderam os funcionários e roubaram 15 caminhonetes zero-quilômetro da marca Toyota. Juntos os veículos valem R$ 3 milhões. Magayver foi associado ao crime por meio de uma ligação anônima.

O depoimento foi dado ao delegado Márcio de Jesus Zachelo em 6 de outubro. Magayver atribuiu a denúncia anônima ao papel que ele desempenha no combate ao cartel dos cegonheiros – uma organização criminosa que controla o transporte de veículos novos em todo o país. O sindicalista notabilizou-se nas últimas duas décadas por reunir provas contra empresários e dirigentes de entidades envolvidos em incêndios criminosos, abuso de poder econômico, dominação de mercado, eliminação total ou parcial de concorrência, fixação artificial de preços, formação de cartel e associação criminosa.

Magayver já testemunhou ao longo dos anos para Polícia Federal, Ministério Público Federal, Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de vários estados, Justiça Federal e Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

Sobre o depoimento referente ao assaltou, ele explicou:

“Entrei como suspeito. Saí como testemunha. A Polícia ficou com alguns números de telefones e nomes apontados por mim como possíveis autores da denúncia anônima.”

E concluiu:

“A máfia dos cegonheiros joga sujo. Faz um jogo baixo para desqualificar os que se opõem ao cartel. Normalmente usam sites de aluguel ou páginas compradas de jornais. Agora envolveram a Polícia. Vamos aguardar o resultado das apurações e esperar que os responsáveis sejam punidos.”

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Magayver: “Se foi trote é crime. Se tentaram me envolver no assalto é crime também. Se usaram meu nome para desviar o foco da investigação é crime maior”"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    SÓ PODE SER PIADA MESMO!
    O CARTEL ATUA DESSA FORMA ILÍCITA MESMO!
    ELES ATUAM COM SEUS VANDALISMOS E, EM SEGUIDA APONTAM QUEM OS ATACAM, COMO SE FOSSEM OS CULPADOS PELOS CRIMES QUE ELES MESMO COMETEM, ATÉ EM PÁTIOS PRÓPRIOS, FAZENDO COM QUE OS POLICIAIS PROCUREM O CRIMINOSO, LOGICAMENTE, FORA DE SEUS DOMÍNIOS, ONDE DEIXAM TODOS PERPLEXOS COM TAMANHA FALTA DE CARÁTER!
    ELES SÃO CAPAZES DE TUDO MESMO!
    ESTE COMBATE AO CARTEL JÁ É LONGO! COMO NÃO PODEM SE DEFENDER, HAJA VISTA A REALIDADE DOS FATOS EM RAZÕES JÁ APURADAS DA EXISTÊNCIA DESSE CARTEL MALIGNO, E PERIGOSO, CERTAMENTE ELES FORJAM AÇÕES EM SUAS PRÓPRIAS BASES, PARA CONFUNDIR AS INVESTIGAÇÕES.
    O CRIME ORGANIZADO ATUA DESSA FORMA MESMO!
    QUEM NÃO SE LEMBRA DE CRIMES ONDE “FILHOS MATARAM SEUS PRÓPRIOS PAIS”, PARA SE BENEFICIAREM DE SUAS HERANÇAS, COMO SE FOSSEM VÍTIMAS?
    É CLARO QUE O “SR. AFONSO RODRIGUES DE CARVALHO (MAGAYVER), NUNCA ATUARIA DESSA FORMA, NO MEU ENTENDIMENTO!
    NOS INCÊNDIOS PROVOCADOS NO PÁTIO DA BRAZUL E RECENTEMENTE EM UMA CARRETA DA TRANSZERO, FORAM PROVOCADOS POR ELES PRÓPRIOS TAMBÉM!
    COMO FICARAM ESSAS INVESTIGAÇÕES?
    APUREM-SE, IMEDIATAMENTE!
    NO CASO DE UMA DENÚNCIA ANÔNIMA, FICA ATÉ MAIS FÁCIL APURAR!
    QUANDO AS CARRETAS DA EMPRESA GABARDO FORAM INCENDIADAS, QUEM FORAM OS RESPONSÁVEIS POR ESSE ATENTADO?
    ISSO É PRÁTICA DESSES CRIMINOSOS, DE LONGAS DATAS.
    SÓ NÃO VÊ ISSO QUEM NÃO QUER!
    CUMPRAM-SE AS LEIS. DOA A QUEM DOER!

Os comentários estão encerrados