No mesmo dia em que foram aprovados pela CAE, indicados ao Cade receberam o aval do Plenário do Senado

Os indicados comporão o Tribunal Administrativo do Cade, com mais outros dois conselheiros e um presidente. Na manhã dessa terça, eles participaram de sabatina e tiveram seus nomes aprovados na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Em seguida, as indicações foram encaminhadas para apreciação do Plenário.

De Brasília

Logo após receberam o aval dos membros da Comissão de Assuntos do Senado, os quatro indicados pela Presidência da República para cargos de conselheiros no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) foram confirmados nessa terça-feira (12) pelo Plenário da Casa. A aprovação dos indicados será comunicada à Presidência da República.

Os aprovados foram Carlos Jacques Vieira Gomes, com 53 votos favoráveis e um contrário; José Levi Mello do Amaral Júnior, com 54 votos favoráveis e um contrário; Camila Cabral Pires Alves, com 53 votos favoráveis e dois contrários; e Diogo Thomson de Andrade, com 55 favoráveis e um contrário.

Eles assumirão um mandato de quatro anos como conselheiros do Cade, autarquia vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública que tem, entre as suas funções, a de analisar e posteriormente decidir sobre as fusões, aquisições de controle, incorporações e outros atos de concentração econômica entre grandes empresas que possam colocar em risco a livre concorrência. (Com informações da Agência Senado.)

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Combate aos cartéis Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "No mesmo dia em que foram aprovados pela CAE, indicados ao Cade receberam o aval do Plenário do Senado"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    POIS É. TENDO SIDO APROVADOS, VAMOS ACREDITAR QUE ELES ATUARÃO EM PROL DE UM BRASIL MELHOR, CUMPRINDO À RISCA A NOSSA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, PRINCIPALMENTE NO TOCANTE À “LIVRE CONCORRÊNCIA”.
    TODOS DEVEM ATUAR PARA QUE NÃO EXISTAM MAIS CARTÉIS EM NOSSA NAÇÃO!
    ASSIM ESPERAMOS!
    SÓ NOS RESTA AGORA AGUARDAR MESMO E, CONTAR COM AS ATITUDES MORAIS DOS APROVADOS!
    SALVEM A NOSSA PÁTRIA AMADA “BRASIL”!

Os comentários estão encerrados