O motor do desenvolvimento é a concorrência, afirma ministro Henrique Meirelles

Na 5ª Conferência Internacional sobre Concorrência dos Brics, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, destacou a importância da defesa da concorrência. Segundo ele, o crescimento econômico no Brasil tornou-se insustentável porque ocorreu com o sacrifício da livre concorrência. As declarações foram dadas em evento promovido pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em Brasília. A conferência ocorreu em 9 de novembro.

“A concorrência é fundamental para aumentar a produtividade e estimular a inovação. A adoção de novos processos diminui custos e torna mais eficiente a gestão. O motor de tudo isso é a competição, a concorrência é fundamental para um país.”


Do jeito que está, crescimento vai ser lento

Para Meirelles, desenvolver a concorrência é promover o interesse da maioria sobre o de grandes grupos econômicos. O ministro também destacou a necessidade de se ampliar a produtividade no País e comentou que, se o Brasil continuar com o atual padrão de crescimento, demorará décadas para alcançar o nível de renda das economias avançadas.

“Temos que produzir mais, usando menos. Esse é o ponto fundamental.”

O ministro lembrou ainda o acordo de cooperação firmado pelo Cade com a Secretaria de Acompanhamento Econômico (SEAE) do Ministério da Fazenda. O objetivo é promover políticas de defesa da concorrência.

E concluiu:

“Mais produtividade é fundamental para tornamos o país mais justo. A defesa da concorrência possui um papel crucial neste processo.”

Foto: José Cruz/Agência Brasil

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen