Operação Repasse combate crimes contra consumidores em dois estados

A Justiça autorizou o cumprimento de 33 mandados de prisão e 45 de busca e apreensão em 14 cidades dos estados de Santa Catarina e Paraná. Catorze veículos, a maioria importados e de luxo, também foram objeto das buscas.

De Santa Catarina

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), divisão do Ministério Público de Santa Catarina, cumpriu na manhã de terça-feira (31), com o apoio do Gaeco do Paraná, ordens judiciais em Santa Catarina, nas cidades de Joinville, Jaraguá do Sul, Balneário Camboriú e Blumenau. No Paraná, em Curitiba e no Pontal do Paraná. Ao todo foram 33 mandados de prisão e 45 mandados de busca e apreensão que tiveram como objetivo desmantelar organização criminosa suspeita da prática dos crimes de estelionato, falsidade ideológica, falsificação de documento e lavagem de dinheiro. Os supostos crimes atingem diretamente os consumidores. As ordens judiciais foram expedidas pela 2ª vara da Comarca de Ituporanga.   

O grupo publicava falsos anúncios de veículos na internet, criando perfis de empresas falsas para realizar captação de clientes e replicavam os anúncios em grupos de aplicativos (comunicadores instantâneos). Atraídos pelas ofertas e convencidos pelos criminosos, as vítimas eram induzidas a realizar o pagamento da entrada/sinal. 

Após o primeiro pagamento, um falso documento era remetido ao comprador lesado para convencê-lo a realizar a quitação da compra e assim, ter o veículo entregue. Das vítimas, era cobrada, ainda, taxa referente ao suposto transporte do veículo até o endereço desejado para a entrega.   

Os valores recebidos eram rapidamente transferidos para outras contas bancárias e sacados, em espécie, para serem repartidos aos integrantes do grupo. Ficou comprovado também, durante as investigações, que a organização utilizava sistema bancário por meio de interpostas pessoas (laranjas) para dissimular a origem ilícita do dinheiro para receber e sacar as quantias oriundas do golpe. Na investigação, verificou-se que em um período de 45 dias, aproximadamente, os criminosos movimentaram em torno de R$ 6 milhões.   

A investigação iniciou em maio deste ano por meio de um procedimento investigatório criminal (PIC) instaurado pela 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Ituporanga após vítimas da organização criminosa na região terem levado ao conhecimento do Ministério Público de Santa Catarina informações das práticas delitivas, que levaram ao pedido das medidas cautelares judiciais, que foram deferidas pelo Poder Judiciário.    O nome da operação Repasse, refere-se ao jargão utilizado em revendas, quando o veículo é ofertado por preço de “custo” aceito como parte de pagamento na compra de um veículo novo ou de maior valor. (Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC.)

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Operação Repasse combate crimes contra consumidores em dois estados"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    POIS É AMIGOS.
    ATÉ QUANDO VAI CONTINUAR ESSA BANDIDAGEM EM NOSSA NAÇÃO?
    OS BANCOS DEVERIAM INFORMAR MELHOR SEUS CLIENTES, PARA QUE NÃO CAIAM NESSES GOLPES, E OS CLIENTES QUE SE ILUDEM COM ESSAS DEMANDAS, DEVEM FICAR ATENTOS PARA QUE NÃO CAIAM NESSES GOLPES.
    OS BANDIDOS SÃO MUITO BEM TREINADOS, POIS ESSAS FACÇÕES CRIMINOSAS DEVEM REALMENTE SER BANIDAS DE FORMA FINITA, DE NOSSA PÁTRIA.
    A POPULAÇÃO QUE POSSUI UM AUTOMÓVEL ANTIGO, E PRETENDA ADQUIRIR UM MAIS NOVO, DEVE FICAR ATENTO, E NUNCA CAÍREM NESSES GOLPES.
    VISITEM UMA LOJA AUTORIZADA, NUNCA ATENDENDO LIGAÇÕES OFERECENDO VANTAGENS, POIS SÃO FRAUDES MESMO!
    SÓ TEMOS É QUE PARABENIZAR O “GAECO”, E O MINISTÉRIO PÚBLICO DESSE ESTADO DA NOSSA FEDERAÇÃO, ONDE EM TODO BRASIL, DEVEM SER APURADAS ESSAS FRAUDES, PRATICADAS CONTRA A POPULAÇÃO BRASILEIRA.
    DECRETEM O FIM DA LINHA PARA TODA ESSA CORJA!

Os comentários estão encerrados