Parceria da Fiat/Jeep com cartel dos cegonheiros causou prejuízo de R$ 84,3 milhões aos consumidores em 2017

Em Pernambuco, a parceria da Fiat/Jeep  com o cartel dos cegonheiros também foi fonte de prejuízo aos consumidores. Só em 2017, as empresas ligadas à organização criminosa que controla o setor faturou R$ 357,5 milhões com o transporte de veículos fabricados naquele estado do nordeste. A estimativa baseia-se somente no número de veículos da marca emplacados no Brasil de janeiro a dezembro.

Ao todo, foram comerciazadas 88.185 unidades, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Como o frete praticado pelo cartel é 25% superior ao valores de mercado, conforme levantamento do Ministério Público Federal (MPF), o prejuízo aos consumidores no ano passado chegou a R$ 84,3 milhões. A cifra refere-se apenas ao sobrepreço imposto pelo cartel por conta das violações aos princípios que regem a livre iniciativa.

23 de abril_jeep_blog

A equação para produzir a tabela acima leva em conta dados informados pelo Ministério Público Federal (MPF). O órgão ministerial brasileiro informa que o valor do frete praticado pelo cartel representa 4% do total do preço do automóvel. O MPF também constatou que esse valor é 25% superior ao praticado por empresas que não pertencem ao cartel.

O esquema de superfaturamento no preço dos fretes repete o mesmo método praticado nas plantas da Volkswagen. Através da prestação de serviços para a montadora alemã, o cartel dos cegonheiros faturou, em 2017, R$ 604,7 milhões. Com esse monopólio em operação, as perdas para os consumidores da marca Volkswagen ultrapassaram a cifra de R$ 151,1 milhões.

R$ 7,7 bilhões em 17 anos
Em 17 anos, o Ministério Público Federal (MPF) apontou em Ação Civil Pública que o prejuízo causado pelo cartel aos consumidores de todas as marcas chegou aos R$ 7,7 bilhões. O cálculo é considerado conservador, mas mostra o tamanho das cifras envolvidas nesse mercado bilionário. O prejuízo considera apenas o sobrepreço do valor dos fretes praticados pelo cartel.

Cegonheiros pernambucanos que lutam contra a cartelização do setor apontam outros danos causados pela organização criminosa cujas empresas concentram mais de 95% dos fretes realizados no país: perda de arrecadação de impostos por parte dos estados fora do eixo São Paulo/Minas Gerais e ameaça à segurança pública.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Parceria da Fiat/Jeep com cartel dos cegonheiros causou prejuízo de R$ 84,3 milhões aos consumidores em 2017"

  1. Luiz Carlos F. Bezerra disse:

    VEJAM SRS LEITORES. COMO MATEMATICAMENTE “OS NÚMEROS NÃO MENTEM JAMAIS”, CONSTATA-SE NO LEVANTAMENTO ACIMA, O MONTANTE DO PREJUÍZO CAUZADO PELO CARTEL, SOB O COMANDO JÁ SABIDO POR TODOS.
    SE O ESTADO DE PERNAMBUCO O “ROMBO” JÁ É TÃO GRANDE, E OS CONSUMIDORES FINAIS SÃO LEZADOS, HAJA VISTA O ENRIQUECIMENTO ILÍCITO POR PARTE DOS MAFIOSOS QUE DOMINAM O PAÍS, E NÃO SOMENTE O ESTADO DE PERNAMBUCO. VCS NÃOI ACHAM QUE O PAÍS DEVE MUDAR???
    ATÉ ONDE IREMOS PARAR COM ESTA VERGONHA???
    OS CORRUPTORES E CORRÚPTOS DEVEM SER PUNIDOS JÁ!
    O PAÍS BRASIL, NÃO PODE DEIXAR QUE UM ITALIANO CORRUPTO COMANDE ESTA SITUAÇÃO, E AINDA POR CIMA, POSSUA “FORO PRIVILEGIADO” EM ALGUMA INSTÂNCIA FEDERATIVA DESTE NOSSO PAÍS!
    O MÍNIMO QUE SE DEVERIA FAZER, SERIA SUA EXPULSÃO DE NOSSO TERRITÓRIO, COM SUMÁRIA DEVOLUÇÃO AOS COFRES PÚBLICOS DOS VALORES ORA EVADIDOS E. COM AS PUNIÇÕES AOS SEUS COMPARSAS, DE FORMA IRRESTRITA E IRREVOGÁVEL!!!
    O PAÍS PEDE SOCORRO!!!!!!!

Os comentários estão encerrados