Polícia Federal investiga corrupção e superfaturamento em obras do Dnit em Minas Gerais

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de peculato, corrupção, fraude à licitação, falsidade ideológica, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Os contratos investigados chegam a quase R$ 2 bilhões.

De Minas Gerais

A Polícia Federal cumpriu na manhã dessa segunda-feira (24) cinco mandados de busca e apreensão em três municípios do Norte de Minas Gerais. Os envolvidos são suspeitos de superfaturar e desviar recursos de obras executadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em contratos que somam quase R$ 2 bilhões. Apurações anteriores identificaram recebimento de vantagens indevidas, favorecimento de servidores e entrega de serviços de baixa qualidade.

Os prejuízos ao erário e à população que usa as estradas da região equivalem à manutenção de aproximadamente 2,1 mil quilômetros de rodovia. Os envolvidos poderão responder pelos crimes de peculato, corrupção, fraude à licitação, falsidade ideológica, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Além dos mandados de busca e apreensão, a 2ª Vara Federal Criminal de Belo Horizonte também autorizou as quebras do sigilo fiscal de 22 pessoas físicas/jurídicas e do sigilo bancário de 23 pessoas físicas/jurídicas. A ação policial ocorreu nos municípios de Guaratinguetá/SP, Botumirim/MG e Montes Claros/MG.

A diligência contou com o apoio do Ministério Público Federal e da Controladoria Geral da União (CGU). O objetivo é aprofundar as investigações dos crimes relacionados à execução de obras rodoviárias na região norte do estado de Minas Gerais. Desde agosto de 2019, três inquéritos foram instaurados. Até o momento, quatro empresas foram punidas e três servidores acabaram demitidos após processos conduzidos pela CGU.

As rodovias da região Norte do Estado de Minas Gerais formam o principal meio de acesso do Sudeste do país para o Nordeste e vice-versa.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Polícia Federal investiga corrupção e superfaturamento em obras do Dnit em Minas Gerais"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    POIS É, AMIGOS EDITORES DESSE MAGNÍFICO PORTAL.
    ATÉ QUANDO VAMOS FICAR REFÉNS DESSAS FACÇÕES CRIMINOSAS, EXISTENTES EM NOSSA NAÇÃO?
    TODOS OS CORRUPTOS AQUI EXISTENTES, DEVERIAM SER É PRESOS, IMEDIATAMENTE!
    ASSIM ESPERAMOS QUE ACONTEÇA!
    NADA MAIS A COMENTAR!

Os comentários estão encerrados