Procon multa Next Tecnologia por não fornecer número de protocolo de atendimento e por não entregar a gravação das chamadas efetuadas para o SAC

De acordo com o órgão, a conduta da Next configura prática abusiva, pois viola determinação expressa da legislação brasileira e desrespeita o direito básico do consumidor à informação, que é fundamental para se exercer o direito da liberdade de escolha.

De Minas Gerais

O Procon Estadual de Minas (Procon-MG) aplicou multa administrativa de R$ 518,7 mil à Next Tecnologia e Serviços Digitais S/A devido à recusa da empresa em fornecer número de protocolo de atendimento e por não entregar a gravação das chamadas efetuadas para o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

A denúncia sobre as práticas infrativas foi feita ao órgão do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) por consumidor que relatou dificuldade para acionar os canais de atendimento da empresa e efetuar o cancelamento de conta junto ao Banco Next. A reclamação motivou a instauração de um processo administrativo pelo Procon-MG, por meio da 14ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Belo Horizonte, para apurar o caso.

Durante as investigações, foram constatadas as irregularidades relatadas na denúncia, além do registro de outras centenas de reclamações, com mesmo teor, de consumidores de todo o país. Em seu site, a empresa oferece conta digital com Pix, seguros, cartão de débito para filhos, recarga de celular e muito mais, sem taxas ou manutenção.

O Procon-MG ressalta, na decisão administrativa, que “o SAC das empresas regulamentadas pelo Poder Público Federal deve assegurar a opção de cancelamento de serviços no menu inicial da chamada”, além de ter o dever de fornecer o número de protocolo para acompanhamento da demanda e a gravação da conversa, quando solicitada.

De acordo com o órgão de defesa do consumidor, a conduta da Next configura prática abusiva, pois viola determinação expressa da legislação brasileira e desrespeita o direito básico do consumidor à informação, que é fundamental para se exercer o direito da liberdade de escolha.

No decorrer do processo administrativo foram feitas à empresa propostas de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e Transação Administrativa para resolução do conflito de forma consensual. Porém, as duas foram negadas pela Next. A empresa ainda pode recorrer da decisão.

Imagem de divulgação do Procon-MG (meramente ilustrativa).

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen