Procon-SP recebe quase mil queixas sobre a Black Friday

Atraso ou não entrega dos produtos são as queixas mais comuns, seguidas por maquiagem de desconto (quando o abatimento oferecido não é real), mudança de preço ao finalizar a compra e produto ou serviço indisponível. Queda nas vendas deste ano foi de 28%.

Solaris Energia Solar - whatsapp (51) 984326475

De São Paulo

O Procon-SP registrou 899 reclamações referentes a compras ou contratações ligadas à Black Friday entre sexta-feira (25) e a manhã dessa segunda-feira (28). A maior parte das queixas relatam problemas com atraso ou não entrega dos produtos adquiridos durante evento em que o comércio varejista promove descontos e ofertas para atrair clientes na última sexta-feira do mês de novembro.


Principais queixas

  • Atraso ou não entrega do produto (286 reclamações)
  • Maquiagem de desconto (104)
  • Produto ou serviço entregue diferente, incompleto ou com danos (101)
  • Mudança de preço ao finalizar a compra (94)
  • Produto ou serviço indisponível (93).


No ano passado, mais de 700 reclamações foram registradas no órgão de defesa do consumidor no mesmo período.

Em todo o Brasil, a Black Friday registrou queda no faturamento de 28%, em comparação ao mesmo período de 2021. Com pouco mais de R$ 3,1 bilhões em vendas. Este foi considerado o pior resultado para o evento de promoções importado dos Estrados Unidos.

Segundo o levantamento da Neotrust, em comparação a 2021, o e-commerce no País também registrou queda no valor do tíquete médio de compras (-5,9%), no preço médio (-17%), no número de pedidos (-23%) e na quantidade de produtos vendidos (-13,5%).

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Procon-SP recebe quase mil queixas sobre a Black Friday"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    QUE COISA TERRÍVEL APLICADA CONTRA A POPULAÇÃO NACIONAL.
    TODOS OS LESADOS DEVERIAM ACIONAR A JUSTIÇA FEDERAL, PARA SE RECUPERAREM DESSAS FARSAS, IMEDIATAMENTE, COM MULTAS E CORREÇÃO MONETÁRIA.
    SALVEM O NOSSO PAÍS!

Os comentários estão encerrados