Senacon pede esclarecimentos à Unimed Rio de Janeiro sobre suposta conduta abusiva

De acordo com o órgão fiscalizador do governo federal, a Agência Nacional de Saúde atribui à operadora, desde julho, a liderança do pior atendimento ao consumidor

De Brasília

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) – subordinada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública de São Paulo – pediu esclarecimentos à Unimed-Rio no prazo de 72 horas, a contar da última segunda-feira (5), sobre “reiteradas condutas abusivas ao consumidor”. Desde julho deste ano, a empresa lidera o pior atendimento ao consumidor, segundo o ranking da Agência Nacional de Saúde divulgado em outubro.

Em julho, a Unimed-Rio esteve entre as dez operadoras de planos de saúde notificadas por indícios de reajustes abusivos. As investigações, ainda em andamento pela Senacon/MJSP, apontaram cobrança de aumento de até 133%, na comparação com o valor cobrado anteriormente.

Para o ministro Anderson Torres, a apuração preza pela dignidade dos consumidores e proteção de seus interesses. Ele afirmou:

“A saúde é direito social. Assim, os princípios que norteiam o direito do consumidor precisam ser respeitados e as operadoras devem ter a capacidade de solucionar os serviços e prestar assistência em todos os níveis.”

A operadora pode responder processo administrativo e sofrer multa (com valor ainda a ser definido), caso não adeque os serviços ou preste as informações necessárias dentro do período estipulado. O prazo deve ser contado a partir da data de recebimento da notificação.

(Com informações da Agência Brasil)

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Senacon pede esclarecimentos à Unimed Rio de Janeiro sobre suposta conduta abusiva"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    Que absurdo, nobres amigos que sempre acompanham essas brilhantes matérias.
    Os planos de Saúde existem para proteger a população nacional, que opta por um bom e pronto atendimento. Nem sempre são respeitados, pois eles sempre cobraram valores exorbitantes em seus Planos, principalmente para os clientes de maior idade, não é mesmo?
    Essa Empresa sempre se destacou no passado, como uma ótima operadora, mas de uns tampos pra cá, até não aceitam mais que idosos possuam seus direitos Constitucionais, devido às suas idades avançadas.
    Só nos resta então, aplaudir a Justiça, por essas decisões e, até mesmo apurar outras Instituições, também.
    Saúde é coisa séria! Só podem possuir esses direitos, quem possui tais poderes financeiros, mas não podem ser lesados, principalmente quando estão fora de seus Estados de origens.

Os comentários estão encerrados