Sindicato Nacional dos Cegonheiros pede acesso integral a inquérito em andamento no Cade

Entidade patronal condenada por participação no cartel dos cegonheiros na Justiça Federal do Rio Grande do Sul quer ter acesso ao inquérito administrativo que investiga prática de infrações contra a ordem econômica em andamento no órgão antitruste.

De Brasília

Com sua sede em São Bernardo do Campo (SP) vasculhada por agentes da Polícia Federal, Ministério Público de São Paulo (Gaeco) e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o Sinaceg, mesmo não aparecendo como um dos representados, pediu à autoridade antitruste acesso integral ao inquérito administrativo em tramitação desde 2016. O pedido foi seguido pelo Sindicato dos Cegonheiros do Espírito Santo (Sintraveic-ES). A entidade patronal capixaba é uma das representadas, juntamente com a Brazul Transporte de Veículos (de propriedade do grupo Sada), Tegma Gestão Logística e Transcar, localizada na Bahia.

Na justificativa para ter acesso aos autos do inquérito, o Sinaceg argumentou:

“Na última terça-feira (29.08.2023), integrantes desse órgão, do Ministério Público do Estado de São Paulo e da Polícia Federal cumpriram, na sede do Sinaceg, ordem de busca e apreensão. A informação que se ouviu no local foi de que a ação faz parte da Operação Pacto, que é objeto destes autos, e de sua eventual derivação, a Operação Ciconia.”

Ao concluir, o Sinaceg ressaltou:

“Emerge o interesse processual do Sinaceg para ingresso no feito, portanto. Desta maneira, o sindicato peticionário requer a concessão de acesso aos advogados (três) à íntegra destes autos, com os apartados que lhe são de acesso restrito, inclusive.”

De sua parte, o Sintraveic-ES solicitou ao Cade, “acesso aos autos que originaram a Operação Ciconia”. A também entidade classista patronal dos cegonheiros argumentou ser certo que “os peticionários desta não foram alvos da Operação Ciconia, porém, sendo oriunda da Pacto, onde lá são investigados, é certo seu direito de acesso integral aos autos da última operação, inclusive seus anexos de acesso restrito”.

Até o fechamento da edição, o Cade não havia se manifestado nos autos.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Sindicato Nacional dos Cegonheiros pede acesso integral a inquérito em andamento no Cade"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    É INCRÍVEL, MAS SABEMOS QUE ELES JAMAIS SE CANSARÃO DE TENTAR APOIAR ESSA FACÇÃO CRIMINOSA TERRÍVEL, QUE OPERA EM NOSSA NAÇÃO POR TANTOS ANOS, NO APOIO AO CARTEL DOS CEGONHEIROS.
    VOU RELATAR ALGUNS PONTOS FUNDAMENTAIS, QUE ESSES RÉUS JÁ CONDENADOS, JÁ DEVERIAM SER, COMO FORAM PUNIDOS E RELUTAM PARA SE MANTEREM ATIVOS, EM CONLUIO AO CARTEL:
    1 – O SINACEG – SINDICATO QUE SE AUTO-DENOMINA COMO “NACIONAL” – DESCUMPRINDO A LEI CONSTITUCIONAL, ONDE OS SINDICATOS DE QUAISQUER CATEGORIAS, SÓ PODEM ATUAR EM SEUS ESTADOS DE ORIGENS, E NUNCA DE FORMA NACIONAL. JÁ DEVERIA TER SIDO FECHADO DE FORMA FINITA.
    2 – TRANSPORTADORAS DE VEÍCULOS QUE INTEGRAM O CARTEL – COMO JÁ CITEI POR VÁRIAS VEZES, JÁ DEVERIAM TER SEUS RESPECTIVOS “ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO” CANCELADOS, DEVIDO AOS PREJUÍZOS CAUSADOS A NOSSA NAÇÃO POR VÁRIOS ANOS, PREJUDICANDO INCLUSIVE OS CONSUMIDORES FINAIS, QUE COMPRAM SEUS VEÍCULOS NOVOS, PAGANDO OS ÁGIOS ACRESCIDOS AOS VALORES DOS FRETES COBRADOS PELO CARTEL NAS MONTADORAS CONIVENTES AO SISTEMA.
    3 – AS MONTADORAS INSTALADAS EM NOSSA NAÇÃO – DEVERIAM SER PUNIDAS, POR ATENDEREM AOS DESMANDOS DO CARTEL, MESMO SENDO TEMEROSAS, QUANTO AOS PREJUÍZOS CAUSADOS COM OS INCÊNDIOS DE SEUS VEÍCULOS NOVOS ENTÃO PRODUZIDOS. QUEM APOIA FACÇÕES CRIMINOSAS, ADERE AOS CRIMES.
    4 – O LÍDER DO CARTEL DOS CEGONHEIROS – O PROPRIETÁRIO DA SADA, VITTORIO MEDIOLI, OCUPA UMA FUNÇÃO POLÍTICA, COMO PREFEITO DE BETIM-MG, COMO JÁ MENCIONEI POR VÁRIAS OCASIÕES, DEVERIA TER SIDO IMPEACHMADO DESSAS FUNÇÕES HÀ MUITOS ANOS POR SEUS CRIMES.
    SENDO ASSIM, SRS. JUÍZES DESSAS CAUSAS. ATUEM EM PROL DE SALVAREM NOSSA NAÇÃO, APOIANDO AS TRANSPORTADORAS DE VEÍCULOS BRASILEIRAS, QUE NÃO SE COOPTARAM AO SISTEMA E OBRIGUEM AS MONTADORAS DE VEÍCULOS A NÃO APOIAREM MAIS O CARTEL DOS CEGONHEIROS.
    NADA MAIS A COMENTAR.

Os comentários estão encerrados