STF atualiza Plenário Virtual para reproduzir dinâmica de julgamentos presenciais

O sistema foi atualizado para permitir que todos os votos – independentemente do momento em que foram proferidos – sejam disponibilizados no site do STF.

De Brasília

O Plenário Virtual do Supremo Tribunal Federal foi atualizado e agora permite que, nas hipóteses de pedido de vista ou de destaque por parte de um dos ministros, que os demais possam incluir seus votos ao longo do prazo previsto para sessão virtual de julgamento. No plenário presencial, os ministros também podem antecipar seus votos caso alguém peça vista, sem a necessidade de aguardar o colega devolver o caso.

O Plenário Virtual permite o julgamento colegiado de processos e incidentes por meio eletrônico. Trata-se de um espaço deliberativo remoto por meio do qual os ministros podem interagir de maneira assíncrona, e registrar seus votos e manifestações durante o período de tempo da sessão virtual. Os julgamentos nessa plataforma começam normalmente às sextas-feiras e duram uma semana.

O objetivo da mudança deve-se à necessidade de a plataforma reproduzir da forma mais aproximada possível a atuação dos integrantes da Corte como ocorre no Plenário presencial.

O sistema foi atualizado para permitir que todos os votos – independentemente do momento em que foram proferidos – sejam disponibilizados no site do STF. O voto e o painel de julgamento ficam disponíveis mesmo após o encerramento da sessão no Plenário Virtual.

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "STF atualiza Plenário Virtual para reproduzir dinâmica de julgamentos presenciais"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    NA MINHA OPINIÃO, O STF DEVERIA SEGUIR NA ÍNTEGRA A NOSSA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, MAS HÁ MUITO TEMPO QUE ELES VÊM EXTRAPOLANDO SUAS FUNÇÕES, DEIXANDO DE SEGUI-LA COMO DEVERIAM FAZER, E TODOS OS MINISTROS LÁ LOTADOS, DEVERIAM SER JUÍZES DE DIREITO E NÃO SIMPLESMENTE ADVOGADOS!
    EM QUEM PODEMOS ACREDITAR, NESSE MOMENTO ATUAL?
    ALGUNS MINISTROS DESSA “CASA”, NÃO RESPEITAM O PODER EXECUTIVO E, PENSAM QUE POSSUEM ESSE PODER. NÃO É MESMO?
    UM VERDADEIRO ABSURDO!

Os comentários estão encerrados