Transilva inicia operações de transporte de importados da Ford sob ameaça do cartel

Frente a novas ameaças de incêndios criminosos, um forte aparato policial foi montado para garantir a segurança do transporte de veículos da marca Ford desembarcados no porto de Vitória (ES). Em 2016, a transportadora capixaba teve vários caminhões-cegonha incendiados quando assumiu o transporte dos veículos da marca Kia, como represália orquestrada pelo chamado cartel dos cegonheiros.

Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e até mesmo a Polícia Federal foram acionadas para garantir a segurança das operações de transporte iniciadas nesta terça-feira (18) pela Transilva Logística. Os veículos da marca Ford chegaram por navio no porto de Vitória, oriundos de vários países. A empresa capixaba foi escolhida para realizar, inicialmente, o traslado do cais até o pátio Terca, localizado em Cariacica.

A operação desagradou integrantes do cartel que partiram para ameaças disparadas em redes sociais, em especial o aplicativo WahtsApp. Em áudio que chegou ao site Livre Concorrência com exclusividade, um empresário-cegonheiro manda a seguinte mensagem de voz:

“E aí…  beleza? Pois é, quem anda escoltada é ela [Transilva]. O Brazul tá doido, tão querendo botá fogo nos carros aí… Perdeu a puxada dos caboclos [carros da Ford] e deu ruim aqui… Tão querendo botar fogo aí, parece.”

O Sindicato dos Cegonheiros de São Paulo (Sinaceg) também foi citado por fazer ameaças em outro áudio. O Sintraveic-ES, alvo da Operação Pacto, emitiu nota dizendo que estuda “medidas administrativas e jurídicas” para garantir os direitos dos sindicalizados. Veja texto abaixo:

A nota é firmada por Waldelio de Carvalho Santos, presidente. Ele é um dos indiciados pela Polícia Federal no Inquérito Policial 277/2010, por participação na quadrilha acusada de incêndios criminosos em caminhões cegonha de empresas concorrentes.

O transporte dos veículos da marca Ford – até o fechamento da fábrica – era realizado pelas empresas Tegma, Transauto, Brazul, Transzero e Dacunha. Estas três últimas são de propriedade do político e empresário Vittorio Medioli. À exceção da Transauto, todas foram alvo de buscas e apreensões no âmbito da Operação Pacto, deflagrada pela Polícia Federal, Ministério Público de São Paulo (Gaeco) e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A Brazul foi citada no primeiro áudio recebido pelo site Livre Concorrência. No segundo, de acordo com outro empresário-cegonheiro, “o sindicato de São Paulo andou fazendo umas ameaças aí”.

O segundo áudio traz ameaça mais velada ainda e revela possíveis retaliações que teriam partido do Sindicato dos Cegonheiros de São Paulo. Cabe ressaltar que o Sinaceg, condenado por formação de cartel no setor de transportes de veículos novos, está proibido de operar em estados onde existam sindicatos regionais. O conteúdo remonta a ações do passado:

“Bom dia, do grupão aí, quase boa tarde já …. gargalhadas … realmente é isso aí … novas gargalhadas …. andaram fazendo umas ameaças.. é isso mesmo… e o homem (possivelmente o proprietário da Transilva) lá correu atrás com medo deles botá fogo nas cegonha que nem fizeram da vez passada… parece que o sindicato de São Paulo andou fazendo umas ameaças aí… um bom dia pros demais aí, um abraço.”

Pelo WahatsApp, empresários-cegonheiros também fazem afirmações comprovando o conluio existente entre transportadoras e sindicatos com a finalidade de manter o mercado fechado e impedir o ingresso de novos agentes. Mensagem revela:

“Fomos informados pelas empresas de logística que os carros da Ford estão sendo puxados do porto de Vitória para o pátio Terca em Cariacica. Porém, desse pátio em diante, a distribuição não muda nada. Estamos coletando maiores informações para repassar aos senhores.”

No texto, há indicativo de que as transportadoras acusadas de formação de cartel deverão continuar a operar na distribuição dos veículos da marca Ford para a rede de concessionárias em todo o país. A Transilva não quis se manifestar a respeito da operação.

A Transilva foi a responsável pela denúncia das práticas criminosas contra caminhões-cegonha, principalmente, encaminhada ao Ministério da Justiça, a qual resultou na deflagração da Operação Pacto, em 17 de outubro de 2019.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen

Um comentário sobre "Transilva inicia operações de transporte de importados da Ford sob ameaça do cartel"

  1. LUIZ CARLOS BEZERRA disse:

    MEUS AMIGOS QUE LÊEM A ESSE MAGNÍFICO PORTAL. É INACREDITÁVEL QUE ESSA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, DENOMINADA CARTEL DOS CEGONHEIROS, CONTINUE AINDA EM PLENA ATIVIDADE, SUCATEANDO O SEGMENTO DOS TRANSPORTES DE VEÍCULOS NOVOS NESSE NOSSO PAÍS.
    COMO JÁ FRISEI EM MEUS COMENTÁRIOS ANTERIORES, POR QUÊ AS TRANSPORTADORAS VINCULADAS A ESSE SISTEMA, AINDA POSSUEM SEUS ALVARÁS DE FUNCIONAMENTOS?
    SEM ESSES ALVARÁS, AS TRANSPORTADORAS NÃO EXISTIRIAM E O CARTEL SERIA EXTINTO, NÃO É MESMO?
    POR QUÊ O GRANDE LÍDER DESSA ORGANIZAÇÃO, DE NACIONALIDADE ITALIANA (JÁ CONDENADO PELA JUSTIÇA POR EVASÃO DE DIVISAS, QUE É UM CRIME FEDERAL, SOFREU UMA PENA BRANDA, DE PRISÃO EM REGIME SEMIABERTO, ONDE DEVERIA TER SIDO TRANCAFIADO EM UM PRESÍDIO FECHADO. FATO ESSE QUE UM DELITO BEM MENOR, PRATICADO POR UM CIDADÃO DESEMPREGADO SOFRE, POR ROUBAR APENAS UMA LATA DE LEITE EM UM MERCADO?). COMO VÊEM, NOSSA JUSTIÇA FOI MUITO BRANDA E, ESSE INDIVÍDUO, AO MEU VER, NEM PODERIA EXERCER UMA FUNÇÃO POLÍTICA NO BRASIL, COMO EXERCE, NA PREFEITURA DE BETIM-MG, POR SER ESTRANGEIRO! UM VERDADEIRO ABSURDO! VCS. NÃO ACHAM?
    ELES ATEARAM FOGO EM VÁRIAS CARRETAS DESSA TRANSPORTADORA DE VEÍCULOS (DENOMINADA TRANSILVA), NÃO TEM MUITO TEMPO, POR ESTAR TRANSPORTANDO VEÍCULOS 0(ZERO) KM, NAQUELA OCASIÃO, FAZENDO CONCORRÊNCIA COM ESSA FACÇÃO CRIMINOSA (CARTEL DOS CEGONHEIROS).
    COMO FICARAM? OS PREJUÍZOS FORAM GRANDES!
    ELES NUNCA FECHARAM ACORDOS COM O SINDICATO LOCAL, POR SEREM MANIPULADOS E COORDENADOS PELO SINDICATO DE SP (SINACEG), QUE É O BRAÇO FORTE DA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, E POR ATUAREM EM VÁRIOS ESTADOS DA FEDERAÇÃO, INCONSTITUCIONALMENTE!
    AGORA, PARA PODEREM PRODUZIR, A TRANSILVA TEVE QUE SOLICITAR ESCOLTA DA PF, CONFORME ACIMA CITADO.
    UM VERDADEIRO ABSURDO!
    ATÉ QUANDO ISSO VAI CONTINUAR?
    CUMPRAM-SE AS LEIS, IMEDIATAMENTE! DOA A QUEM DOER!

Os comentários estão encerrados