TRF-4 decide sobre sentença de 2006 que condenou trio por formação de cartel no transporte de veículos novos

A 7ª Turma do Tribunal Regional Federal do Rio Grande do Sul (TRF-4) vai decidir no próximo dia 23 se o trio condenado por formação de cartel no setor de transporte de veículos novos terá ou não de cumprir a pena imposta pela Justiça Federal em 2006. A relatora, desembargadora federal Cláudia Cristina Cristofani, pediu a inclusão do processo na pauta. O recurso chegou em junho deste ano ao tribunal e será julgado antes de seis meses.

Luiz Moan Yabiku Júnior (ex-executivo da General Motors do Brasil), Aliberto Alves (ex-presidente do Sindicato Nacional dos Cegonheiros) e Paulo Roberto Guedes (ex-presidente da Associação Nacional das Empresas Transportadoras de Veículos) foram condenados em ação penal movida pelo Ministério Público Federal. Todos incursos em crimes contra a ordem tributária, previstos nas leis 8.137/90 e 4.729/65. Ninguém cumpriu as penas impostas pela Justiça Federal. Desde a condenação, 35 recursos já foram ajuizados, nenhum deles alterou a sentença de 1º grau.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen