Trump é condenado a pagar US$ 1 milhão por usar a Justiça para espalhar desinformação

Segundo o magistrado, existe um padrão contínuo de uso indevido dos tribunais por Trump e seus advogados, o que mina o Estado de Direito, retrata juízes como partidários e desvia recursos daqueles que sofreram danos legais reais.

De São Paulo

A Folha de São Paulo informa que Donald Trump e uma de suas advogadas foram condenados a pagar quase US$ 1 milhão (R$ 5,2 milhões) por usar tribunais para espalhar desinformação e obter ganhos políticos.

Na sentença proferida em 19 de janeiro, o juiz distrital John Middlebrooks argumentou que o ex-presidente dos Estados Unidos e sua advogada Alina Habba agiram de má-fé e demonstraram um padrão de uso indevido dos tribunais americanos ao recorrer à Justiça contra Hillary Clinton. O objetivo do então candidato republicano, segundo a decisão do magistrado, era promover-se politicamente com base em desinformação.

Na petição, Trump alegou que Hillary, ex-secretária de Estado e candidata do Partido Democrata à Casa Branca na eleição de 2016, e seus correligionários tentaram fraudar o pleito com a participação do governo russo. Na ocasião, Trump elegeu-se presidente.

Além de Hillary, o processo movido por Trump tinha como alvo 30 pessoas e organizações, inclusive o Comitê Nacional Democrata, responsável por organizar campanhas da legenda, e o ex-diretor do FBI James Comey.

O juiz destacou:

“Esse caso nem sequer deveria ter sido aberto. Sua inadequação como uma ação legal era evidente desde o início.”

E acrescentou:

“Há um padrão contínuo de uso indevido dos tribunais por Trump e seus advogados, o que mina o Estado de Direito, retrata juízes como partidários e desvia recursos daqueles que sofreram danos legais reais.”

O processo foi rejeitado pelo juiz em setembro de 2022. O suposto conluio com os russos nunca existiu, conforme investigação conduzida pelo procurador especial Robert Müller, em 2019.

ANTV BID da Volkswagen Cade Cartel dos cegonheiros Fiat Ford Formação de cartel Gaeco GM Incêndios criminosos Jeep Justiça Federal Luiz Moan MPF Operação Ciconia Operação Pacto Polícia Federal Prejuízo causado pelo cartel Sada Sinaceg Sindicam Sintraveic-PE Sintravers STJ Tegma Tentativa de censura Transporte de veículos Transporte de veículos2 Transporte de veículos novos TRF-4 Vittorio Medioli Volkswagen